No Calor de CHINATOWN

Depois de um silêncio que durou cerca de 3 meses, eis-me aqui neste mesmo blog de sempre. Antes era a vontade que faltava, depois foi a censura que me impediu, mas agora, graças a um geek descobri o site "rtunnel.com" que viola todas as barreiras internéticas... Só não descobri como colocar fotos...



A historinha agora continua numa cidade chamada Changzhou e que fica logo ali perto de Xangai.

Onde o calor do verão não perdoa e faz a população se equipar. Talvez a maioria das pessoas circula em pequenas motobiletes elétricas, sem barulho algum e em qualquer sentido da rua. Por algo em torno de 300 reais - o equivalente a um salário minimo daqui - você compra sua moto, a bike elétrica ainda sai mais em conta. Pode circular o dia todo pela cidade e a noite "liga" na tomada durante 6 ou 8h e estará prontinha pro dia seguinte. é perfeito, se não fosse o império do petroleo poderíamos ter dessas também...

Eles aqui já estão usando também ônibus elétrico, mas ainda são poucos. Na exposição universal de Shanghai, que ocupa uma área gigantesca, a circulação é feita por barco que atravessam o rio Huangpu e por esses ônibus silenciosos (perigo a vista para o pedestre desatento).

Só tem um pequeno detalhe... A energia elétrica aqui não está assim tão abundante... A produção de energia elétrica vem de termoelétricas (que me parece não ser assim tão sustentável) e também da maior hidrelétrica do mundo - a barragem das "três gargantas" (por curiosidade, Itaipu Brasil/Argentina é a segunda)*. Mas essa maior hidrelétrica do mundo produz somente 3% da energia gasta na China...

E, em Changzhou o gasto com iluminação decorativa é alucinate - e olha que aqui é considerado uma cidadezinha pequena, de 3 milhões de habitante, um pouco maior que nossa BH...) parece um eterno natal na praça da Liberdade. E para manter funcionando essas simples coisas que trazem felicidade para o cidadão (os neons, espetáculos nos parques temáticos, ar condicionado 24h, e tudo mais que nem sei o que) , as indústrias tem que diminuir seus gastos de eletricidade parando seu funcionamento um dia por semana durante o verão.

Não é à toa que a China é o maior emissor mundial de CO2, felizmente não é o maior emissor per capita, senão o mundo já teria explodido com seus 1,4 bilhões chinesinhos que circulam por aqui (xeixei wikipedia).

*ainda em tempo, maior somente em tamanho, em geração de energia Itaipu ainda bate as gargantas.

Comentários

  1. Que lindinha! Saudades de você, que está cada vez mais longe...
    Beijos!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas